Lugar de fala : feminismo negro no Brasil

Resumo: O presente trabalho tem por objetivo analisar as condições das mulheres negras na sociedade atual, abarcando questões como o nível de escolaridade, profissão e poder aquisitivo, procurando compreender as motivações que podem resultar na tripla discriminação da mulher negra na sociedade brasileira, tais como: condições de gênero, raça e classe. Desde a Antiguidade, povos subjugavam outros por suas diferenças culturais ou raciais, impondo-lhes dominação, exploração, escravidão e marginalização. Os ideais patriarcais, também são características intrínsecas à sociedade. Sabendo que o histórico brasileiro é marcado pelo racismo, demarcado pela escravização do negro E a importância da opinião patriarcal, torna-se oportuno verificar os desdobramentos do racismo que estão presentes no cotidiano da mulher negra, na atualidade. Devido a isso, questiona-se: por que a mulher negra ainda é inferiorizada dentro da sociedade? Por que a taxa de violência contra a mulher negra é maior do que contra a mulher branca? A fim de refletir sobre tais questões, primeiramente, foi realizado o levantamento de bibliografias referentes ao tema abordado. Em seguida, foram realizadas pesquisas em órgãos públicos, os quais detém dados referentes ao tema. Em um terceiro momento, foi aplicado questionários, junto ao público em geral, incluindo brancos e negros. Por fim, realizou-se a análise de dados, para compreender a as causas e as possíveis soluções para a discriminação feminina negra.
Palavras-chave: Mulher negra
, Feminismo negro
, Discriminação racial
, Representatividade

Estudante (s) pesquisador (es)

Maria Clara Sisti Orsi
Série: 3º ano Ensino Médio

Orientadores(as)

JULIANA CRISTHINA MURARI ASSUNÇÃO