Reutilização de bitucas de cigarro para produção de plástico à base de acetato de celulose

Resumo: A poluição ambiental é um problema que está cada vez mais presente em nosso dia a dia. A maioria dos fumantes descartam de forma irregular as bitucas de cigarro no chão, o que causa inúmeros problemas ambientais, como entupimento de bueiros, contaminação do solo e dos lençóis freáticos, já que esse material possui cerca de 4,7 mil substâncias químicas tóxicas, sendo 47 delas cancerígenas. Estima-se que no mundo cerca de 4,5 trilhões são jogadas no chão anualmente. O presente trabalho visa desenvolver um método que reutilize esse resíduo para desenvolver outros tipos de materiais, já que o filtro do cigarro é composto por fibras de acetato de celulose, utilizada na produção de diversos tipos de plásticos. Por meio da realização de alguns testes preliminares, foi possível constatar que esse filtro é passível a transformações. As bitucas foram recolhidas nas ruas da cidade de Londrina-PR e submetidas a uma limpeza com hipoclorito de sódio. Após a secagem, foi adicionado propanona, que dissolve esse filtro, possibilitando o seu manuseio, resultando na produção de películas plásticas. O projeto ainda está em desenvolvimento e serão realizados testes físico-químicos para determinar a aplicabilidade da película desenvolvida.
Palavras-chave: bitucas de cigarro
, plástico
, poluição
, acetato de celulose

Estudante (s) pesquisador (es)

Rodolfo Luis Ono Junior
Rafael Libos Garcia de Figueiredo
Série: 1º ano Ensino Médio

Orientadores(as)

Alexandre Macarini Gonçalves